Como instalar o ArchLinux com LXDE

Posted by Bruno Rozendo on Tue, Jan 6, 2015
In
Tags archlinux, lxde, gnu/linux
revisão data
rv1 01/06/2015
rv2 28/06/2018

Obs: A instalação a seguir e feita numa maquina real (não é maquina virtual) por causa disso a parte relacionada em conexão com a internet pode divergir de outros tutoriais.

Esse tutorial vai mostrar como instalar o Arch Linux com o gerenciador de janelas LXDE. No momento em que se escreve esse post a versão é Current Release: 2018.06.01.

Atenção: a parte da instalação do Arch Linux é válida idependente da interface grafica a ser instalada. O que isso quer dizer é: Você pode fazer esse tutorial até a parte em que instala o Arch Linux, trocar de tutorial e instalar outra interface como XFCE, Mate, Unity ou Gnome.

E vamos lá. Os passos a seguir serão:

1. Requisitos básicos
2. Instalar
 2.1 Conexão com internet
  2.1.1 Conexão com internet wifi
 2.2 Particionar e formatar o HD
3. Instalar o Arch Linux no HD
 3.1 Mudar mirror (opcional)
 3.2 Instalar pacotes
4. Instalar outros programas
5. Instalar o LXDE

1. Requisitos básicos

Ter acesso a internet (cabo ou wifi).

Comece baixando Arch Linux, e instale ele dentro do seu pendrive (ou cd).

Se estiver usando um outro sistemas linux e for usar um pendrive é possivel fazer através do terminal com o seguinte comando.

Terminal
sudo dd if=archlinux-2015.02.01-dual.iso of=/dev/sdb bs=4M

Lembrando que /dev/sdb deve ser a referência para o usb.

Agora se estiver usando Windows pode usar o programa Universal USB Installer.

2. Instalar

Reinicer seu computardor com a midia inserida. a tela que deve aparecer é

Dependendo da maquina a opção de x64 pode não aparecer, indicando que a maquina não tem suporte.

Escolha sua opção entre x86 (32 bits) ou x64 (64 bits) e de um enter.

Depois de disso deve aparecer :

Terminal
root@archlinux ~#

2.1 Conexão com internet

Digite

Terminal
root@archlinux ~# ping -c4 google.com

Caso a sua saida tenha sido algo parecido com:

Terminal
--- google.com ping statistics ---
4 packets transmitted, 4 received, 0% packet loss, time 4618ms

Não será necessário fazer mais nada, pois conexão já está feita (muito provalvelmente sua internet deve estar vindo via cabo).

Pular para o 2.2.

2.1.1 Conexão com internet wifi

Caso você esteja usando wifi (como num notebook ) e sua saida tenha sido:

Terminal
ping: unknown host google.com

Digite

Terminal
root@archlinux ~# wifi-menu

Então selecione a sua rede wifi e de enter

Atenção: na hora no nome do profile, alguns teste que fiz quando se tem algum espaço entre as palavras dava um erro mais na frente dizendo que não encontrava o profile. Dica: salve o nome do profile sem espaços Ex:

Terminal
nome sugerido (e potencialmente problematico):
wlp4s0-NET BRUNO
nome alternativo (e seguro)
wlp4s0NETBRUNO

Agora sua saida deve ser como:

Terminal
--- google.com ping statistics ---
4 packets transmitted, 4 received, 0% packet loss, time 4618ms

Agora que a conexão está pronta, vamos para o proximo passo.

2.2 Particionar e formatar o HD

Aqui estou assumindo que você usara todo o seu HD para o Arch Linux. Tanto no tutorial oficial do Arch, como outros artigos, é feito uma partição para boot, root e home. Particularmente eu não fasso isso. Eu prefiro uma única partição, é o que eu acho mais fácil.

Atenção: se o seu HD nunca tiver sido usado, pode aparecer uma tela perguntando o tipo, caso isso aconteça escolha a opção "DOS".

Digite:

Terminal
root@archlinux ~# fdisk -l

Disco /dev/sda: 298,1 GiB, 320072933376 bytes, 625142448 setores
Unidades: setor de 1 * 512 = 512 bytes
Tamanho de setor (lógico/físico): 512 bytes / 512 bytes
Tamanho E/S (mínimo/ótimo): 512 bytes / 512 bytes
Tipo de rótulo do disco: dos
Identificador do disco: 0x0008393b

Device     Boot Start       End   Sectors   Size Id Type
/dev/sda1  *     2048 625142447 625140400 298,1G 83 Linux

No meu caso /dev/sda é o meus hd (descrobri isso baseado no tamanho 298,1 GiB).

Agora vamos particiona-lo,

Terminal
root@archlinux ~# cfdisk /dev/sda
  1. Delete todas as partições existentes.
  2. Sobre o "Free Sapce" escolha a opção "new" (na parte insferior vai aparecer o tamnhao total do HD ) e de um enter
  3. Sobre a recem criada partição (e única disponivel) escolha a opção "Bootable" de um enter
  4. Vá em "Write" e digite 'yes'
  5. então vá em "Quit"

Agora vamos formatar o o HD

No passo anterior no a nova partição ficou com novo nome na coluna 'Device', vamos usar esse nome nos próximos comandos.

Terminal
root@archlinux ~# mkfs -t ext4 /dev/sda1

3. Instalar o Arch Linux no HD

No passo anterior no a nova partição ficou com novo nome na coluna 'Device', vamos usar esse nome nno próximo comando.

A primeira coisa a fazer e mountar a o HD,

Terminal
root@archlinux ~# mount /dev/sda1 /mnt

3.1 Mudar mirror (opcional)

Antes de começar a instalar vamos mudar o mirror list para buscar os arquivos em servidores do Brasil.

Isso server para diminuir o tempo de download. Não é obrigatório mas para mim fez bastante diferença.

Terminal
root@archlinux ~# nano /etc/pacman.d/mirrorlist
  1. Crtl+W
  2. digite "Brazil" (sem as aspas)
  3. Na linha de baixo onde está: 'Server = http://pet.inf.ufsc.br/...' aperte Ctrl+K (isso vai recortar a linha)
  4. aperte Ctrl+U (isso vai colar a linha de volta no mesmo lugar)
  5. Vá para o inicio do arquivo
  6. Em uma linha que não tena nada aperte Ctrl+U
  7. Ctrl+x para sair e salvar

Exemplo de como o aqruivo deve ficar no final

Terminal
##
## Arch Linux repository mirrorlist
## Sorted by mirror score from mirror status page
## Generated on 2018-06-01
##

Server = http://br.mirror.archelinux-br.org/$repo/os/$arch

## Germany
Server = http://mirror.gnomus.de/$repo/os/$arch
## France
...
## United States
Server = http://www.gtlib.gatech.edu/pub/archlinux/$repo/os/$arch
## Brazil
Server = http://br.mirror.archelinux-br.org/$repo/os/$arch
## United States
Server = http://mirrors.cat.pdx.edu/archlinux/$repo/os/$arch
...

3.2 Instalar

Pronto, agora vamos realmente instalar o Arch Linux

Terminal
root@archlinux ~# pacstrap /mnt base base-devel

Agora espere (pode demorar...)

Agora que terminou de baixar e instalar a base vamos gerar o fstab

Terminal
root@archlinux ~# genfstab -p /mnt >> /mnt/etc/fstab

Vamos entrar no sistema recém instalado

Terminal
root@archlinux ~# arch-chroot /mnt
[root@archiso /]#

Vamos configurar a senha do root

Terminal
[root@archiso /]# passwd

Vamos configurar o layout do teclado (isso é temporario, no proximo reboot o layout volta para o americano)

Terminal
[root@archiso /]# loadkeys br-abnt2

Para deixa o teclado em pt-br de uma vez por todas vai ser necessário um pouco mais de trabalho. E vamos lá:

Terminal
[root@archiso /]# mkdir -p /etc/X11/xorg.conf.d/
[root@archiso /]# nano  /etc/X11/xorg.conf.d/10-evdev.conf

E digite o conteúdo dentro do arquivo 10-evdev.conf

Terminal
Section "InputClass"
  Identifier "evdev keyboard catchall"
  MatchIsKeyboard "on"
  MatchDevicePath "/dev/input/event*"
  Option "XkbLayout" "br"
  Option "XkbVariant" "abnt2"
EndSection

Atenção: Tenha certeza que o arquivo está igual ao do exemplo. Em testes percebi que caso esse arquivo fosse escrito errado o sistema não ligava, me forçando a reiniciar a maquina com se fosse instalr e montar a partição e editar o arquivo.

Agora vamos configurar a lingua do sistema para pt-br

Terminal
[root@archiso /]# nano /etc/locale.gen
  1. Crtl+W
  2. digite pt_BR.UTF-8
  3. Retirar o comentario "#" no inicio da linha
  4. Ctrl+x para sair e salvar

O arquivo final deve ficar assim:

Terminal
...
en_US.UTF-8
...
#ps_AF UTF-8
pt_BR.UTF-8 UTF-8
#pt_BR ISO-8859-1

Com o arquivo pronto, vamos inpor ao sistema a nova lingua

Terminal
[root@archiso /]# locale-gen
Generating locales...
pt_BR.UTF-8... done
Generation complete.
[root@archiso /]# echo LANG=pt_BR.UTF-8 > /etc/locale.conf
[root@archiso /]# export LANG=pt_BR.UTF-8

Agora vamos configurar a hora ( no meu caso é litorial -3)

Terminal
[root@archiso /]# ls /usr/share/zoneinfo/Brazil/
Acre  DeNoronha  East  West
[root@archiso /]# rm /etc/localtime
[root@archiso /]# ln -s /usr/share/zoneinfo/Brazil/East /etc/localtime
Lebrando que: Acre = -5h, West = -4h, East = -3h, DeNoronha = -2h.

Vamos instalar o o gerenciador de boot

Terminal
[root@archiso /]# pacman -S grub
[root@archiso /]# grub-install /dev/sda
[root@archiso /]# mkinitcpio -p linux
[root@archiso /]# grub-mkconfig -o /boot/grub/grub.cfg

Se você estiver usando wifi é necessário instalar os seguintes pacotes:

Terminal
[root@archiso /]# pacman -S dialog wpa_supplicant

Terminamos com o HD agora e hora de reiniciar, e não esquece de remover a midia.

Terminal
[root@archiso /]# exit
root@archlinux ~# umount -a
root@archlinux ~# reboot

4. Instalar outros programas

Vamos começar a instalar os drives de video e audio .

O para descobri o drive de video veja

Terminal
root@archlinux ~# lspci | grep VGA

a saida do meu foi

Terminal
00:02.0 VGA compatible controller: Intel Corporation Core Processor Integrated Graphics Controller (rev 02)

Nesse caso o pacote para o drive da intel

Terminal
root@archlinux ~# pacman -S xf86-video-intel

Agora vamos aos outros drives (audio, video, touchpad)

Terminal
root@archlinux ~# pacman -S alsa-utils alsa-firmware
root@archlinux ~# pacman -S xorg-server xorg-xinit xorg-apps
root@archlinux ~# pacman -S xorg-twm xorg-xclock xterm
root@archlinux ~# pacman -S ttf-dejavu
root@archlinux ~# pacman -S xf86-input-synaptics
root@archlinux ~# pacman -S wicd wicd-gtk
root@archlinux ~# systemctl enable wicd.service

Agora vamos testar se os drives estão devidamente instalados e funcionando

Terminal
root@archlinux ~# startx

A tela abaixo deve aparecer

Para sair digite "exit" em todas as janelas

Agora vamos instalar os prgramas basicos:

Terminal
root@archlinux ~# pacman -S firefox
root@archlinux ~# pacman -S firefox-i18n-pt-br
root@archlinux ~# pacman -S flashplugin
root@archlinux ~# pacman -S jdk8-openjdk

Falta muito pouco agora...

Até esse momento somente usamos o usuario root, então vamos criar o nosso;

Terminal
root@archlinux ~# useradd -m bruno
root@archlinux ~# passwd bruno
root@archlinux ~# nano /etc/sudoers
##
## User privilege specification
##
root ALL=(ALL) ALL
bruno ALL=(ALL) ALL

root@archlinux ~# pacman -S xdg-user-dirs


Salve o arquivo sudoers.

5. Instalar o LXDE

O fim

Terminal
root@archlinux ~# pacman -S lxde
root@archlinux ~# systemctl enable lxdm

Reicie e pronto tudo funcionado

referências

Wiki Arch Linux

Linux Veda

Marcelo Fox (video)

Marcelo Fox (artigo)

comments powered by Disqus